[Antologia Winepunk] Ano Dois

Após o sucesso da primeira edição da única antologia Winepunk do mundo, «Winepunk Ano Um – A Guerra das Pipas», a Editorial Divergência tem o prazer de anunciar a abertura das submissões para a segunda edição da antologia, «Winepunk Ano Dois».

Em 1919 foi fundada a Monarquia do Norte (facto real e verídico) no meio das convulsões republicanas portuguesas. Neste universo, ela não durou semanas, mas sim três anos. Três anos extraordinários em que a junção de um passado british e a casta Touriga de uvas do Douro fundiu-se numa realidade Winepunk. Um mundo com energia e tecnologia a partir das caves do vinho do Porto. Um mundo rebelde e com morte anunciada, com fleuma nortenha, linguagem desbragada e ferozmente anti-republicano.

Neste universo orgulhosamente tripeiro, de História alternativa vínica, convidamos a participarem na segunda edição, o «Winepunk Ano Dois».

Podem consultar o regulamento aqui:

Regulamento «Winepunk Ano Dois»

  1. Apenas podem concorrer textos inéditos, em língua portuguesa, respeitando o Acordo Ortográfico de 1945 e submetidos pelos próprios autores. Por inédito entendem-se textos que não tenham sido anteriormente publicados de forma profissional por terceiros, como um todo ou em parte, em formato físico ou electrónico. Textos anteriormente publicados em formato amador ou de auto-publicação podem ser aceites mediante análise individual.
    Autores estrangeiros que desejem submeter um texto traduzido deverão contactar previamente a Editorial Divergência e aceitar os termos excepcionais que forem propostos para aceitação da candidatura.
  2. Admite-se a candidatura de autores que colaboraram ou colaboram com a Editorial Divergência e as suas chancelas, nos diferentes papéis editoriais que se lhe associam, e que estejam ou venham a ser envolvidos em qualquer fase do processo editorial da antologia (inclusive Júri), desde que se garanta o total anonimato, conforme os termos do presente regulamento. Em caso de empate com outro autor que não esteja nas mesmas condições, é escolhida a obra deste segundo.
  3. Autores menores de idade podem concorrer desde que autorizados pelo responsável legal. A autorização deverá ser remetida em conjunto com a submissão e o responsável legal estar claramente identificado (nome, morada, idade, endereço electrónico, contacto telefónico).
  4. Os textos submetidos deverão ter de 3.000 (três mil) a 10.000 (dez mil) palavras.
  5. Cada autor poderá submeter mais do que um manuscrito.
  6. Todos os textos submetidos deverão estar inseridos no género do Winepunk, devendo cumprir cumulativamente os seguintes princípios:
    1. Respeitar a cronologia e premissas oficiais do Universo Winepunk (Copyright):
      1. Não apresentem eventos que contrariem directamente a cronologia Winepunk – aceitam-se elementos com índole de História Alternativa Secreta, assim como prequelas e sequelas, em que os eventos apresentem outras narrativas relativamente aos factos, desde que haja manutenção oficial da cronologia.
      2. Integrem elementos reconhecíveis de Winepunk (tecnologia baseada nas propriedades químicas e físicas do vinho).
      3. Não apresentem eventos que contrariem directamente as narrativas da antologia «Winepunk Ano Um – A Guerra das Pipas».
      4. O enredo deve desenvolver-se do ponto de vista da República de Lisboa do Universo Winepunk, e/ou dos seus aliados.
    2. Sejam trabalhos de prosa original:
      1. Com extensão mínima de 3.000 palavras e máxima de 10.000 palavras (excluindo a primeira página, onde se insere o título da obra e a sinopse, conforme o ponto 9 do presente Regulamento. Os autores que não respeitem estes limites poderão ter os seus trabalhos rejeitados sem admissão ao visionamento do júri. Autores que desejem submeter textos fora deste intervalo deverão contactar previamente a editora.
      2. Em língua portuguesa, em todas as formas de lusofonia.
  7. O prazo-limite de entrega por via electrónica nos moldes abaixo indicados é as 23:59 do dia 30 de Novembro de 2020, hora de Portugal Continental. Os textos enviados após essa data não serão considerados para efeito do concurso.
  8. Os textos devem ser enviados para submissoes@divergencia.pt com o assunto “Submissão Antologia Winepunk”. O autor receberá uma mensagem de resposta acusando a boa recepção do texto no prazo máximo de 72 horas após o envio.
  9. Serão aceites textos em formato .doc ou .odt, contendo no cabeçalho o título da obra. O manuscrito deverá ser formatado em Times New Roman, justificado (alinhado à esquerda e direita) com o tamanho de 12pt e um espaçamento de 1,5 linhas. A primeira página deve ser composta pelo título da obra e a sinopse com o máximo de 200 (duzentas) palavras, reservando as demais páginas à obra propriamente dita – e esta primeira página não deve ser incluída na contagem das palavras da obra.
  10. O autor deve apresentar os seus dados identificativos (título da obra, número de palavras da obra, nome, pseudónimo se aplicável, data de nascimento, endereço electrónico, contacto telefónico e morada) e o título da respectiva obra no corpo do e-mail remetido e enviar um ficheiro digital da obra, anexo ao mesmo e-mail.
  11. O ficheiro digital da obra não deve incluir qualquer elemento que directa ou indirectamente identifique o autor ou o seu pseudónimo, se aplicável.
  12. O resultado será tornado público até seis meses após o início do prazo de subsmissão de candidaturas, em evento a anunciar. O autor será contactado previamente via correio electrónico.
  13. Os contos escolhidos serão publicados na antologia “Winepunk Ano Dois” da Editorial Divergência, com título definitivo a anunciar. Caberá aos organizadores determinar quantas submissões serão seleccionadas e publicadas.
  14. Os critérios para a selecção do vencedor serão parametrizados em termos da envolvência da trama, credibilidade e coerência das personagens e mundo criado, originalidade e fluidez narrativa, bem como respeito integral do presente regulamento.
  15. O Júri da Antologia Winepunk será constituído pela equipa da Invicta Imaginária (AMP Rodriguez, Rogério Ribeiro, Joana Neto Lima), a responsável pelo Design Gráfico do projecto, Sandra Maria Teixeira, o ilustrador Rui Alex, o Gestor de Projecto e um elemento da Editorial Divergência. A todos, salvo o elemento da Editorial Divergência, será vedada a identificação do autor das obras a concurso, até ao dia da revelação dos resultados.
  16. Não há recurso da decisão do júri.
  17. A Editora reserva-se no direito de propor ao autor alterações às obras seleccionadas caso entenda que venham melhor adequá-la à futura publicação. Estas sugestões poderão ser alvo de contra-proposta por parte do autor. Caso não se chegue a bom entendimento de ambas as partes, a Editora reserva-se no direito de remover o conto da antologia.
  18. A Editorial Divergência reserva a faculdade de não selecção de obras por falta de qualidade dos manuscritos, e/ou não publicação da antologia por insuficiência do número de obras escolhidas, bem como a forma e método de publicação.
  19. Os direitos de autor são de 15% (quinze por cento) do preço de capa da obra em papel e 25% (vinte e cinco por cento) no caso dos livros em formato electrónico, direitos esses que serão divididos de igual modo pelos autores da antologia. Poderão ser pagos através da oferta de exemplares ou de transferência bancária. O modo de pagamento é escolhido em cada pagamento por cada um dos autores. A Editora retém o direito de publicação do manuscrito por um prazo de dois anos a contar da data de publicação.
  20. Qualquer situação omissa ou de interpretação dúbia neste regulamento deverá ser apresentada por e-mail através do endereço electrónico invictaimaginaria@gmail.com.
  21. A apresentação da obra a concurso implica, por parte do autor, que este compreende e aceita todas as alíneas estipuladas no presente regulamento bem como as explicações fornecidas de acordo com o ponto 20 do presente Regulamento.

Comments are closed.