Lançamento de Quem Chama Pelo Senhor Aventura? de Rita Garcia Fernandes

14 de Dezembro, 18:30 horas, na Leituria

A Editorial Divergência tem o prazer de anunciar o lançamento do livro vencedor do Prémio Divergência 2016.

Quem chama pelo Senhor Aventura? descreve a última missão de Óscar, um velho super-herói aposentado com um poder muito especial: o de salvar sonhos. Tudo começa quando as suas antigas ferramentas de trabalho voltam a guiá-lo até um novo desafio.
Liz é uma jovem que vive conformada com um trabalho de escritório que não a realiza. O seu aborrecido quotidiano vai alterar-se no momento em que a sua vida e a do velho Óscar – ou senhor Aventura, como todos o conhecem – se cruzam.
Esta história lembrará a jovens e adultos a importância de lutar pelos seus sonhos e de nunca virar costas a um desafio, que pode muito bem tornar-se na aventura das suas vidas.

Rita Garcia Fernandes nasceu em 1989 em Lisboa, cidade onde se licenciou em Jornalismo e pós-graduou em Storytelling. Autora do livro infantil As Cores da Cidade Cinzenta, publicado pelo Alto Comissariado para as Migrações e distribuído por mais de 3500 creches e jardins-de-infância dos estabelecimentos de ensino público de Portugal em 2016. Libretista do projecto de ópera de câmara Outra Margem, criado no âmbito da European Network of Opera Academies com o compositor Nuno da Rocha. Vencedora do II Prémio Literário Cidade Poesia (Brasil), com o conto O Polvo, e da Bolsa Jovens Criadores 2017, do Centro Nacional de Cultura, com o projecto literário que incluiu a residência artística numa aldeia de Pampilhosa da Serra e a criação de um romance centrado na vida no Portugal profundo. Quem chama pelo Senhor Aventura? é o seu primeiro romance juvenil.

Com capa de Marília Bruno, edição de Ana Ferreira e Daniela Maciel, esta última tendo também colaborado na revisão com Júlia Pinheiro, este é um volume de 174 páginas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.