Equipa

Fundador da Editorial Divergência: Pedro Cipriano

Comunicação

Alina Dobrovolska, nasceu em Jitomir, Ucrânia e licenciou-se em Secretariado e Comunicação Empresarial (ESTGA-UA). Actualmente frequenta o mestrado em Estudos Editoriais, na Universidade de Aveiro. É apaixonada por livros, principalmente de fantasia, e escreve dentro do mesmo género. Participou na colectânea “Entre Monstros e Dragões” organizada pela R.C. Vicente com o conto “Aprendiz de Bash’aye”. Adora quando a mitologia e o folclore são explorados na literatura, música e ilustração. Desde Julho de 2019, é responsável pelas Relações Públicas na Editorial Divergência, a sua principal tarefa é gerir as parcerias com bloggers e vloggers e promover os livros da Divergência junto dos mesmos.

Email: alina.dobrovolska@divergencia.pt

Ana Constança de Arruda Gonçalves, nascida em Lisboa no ano de 1996, licenciou-se em Arte Multimédia na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.
É pós-graduada em Gestão de Eventos, pela Universidade Lusófona de Lisboa. Actualmente, frequenta o Mestrado de Design Multimédia, na Universidade de Coimbra.
Desde 2017, gere, em colaboração com outros colegas, o grupo DIVERSITY, que organiza actividades lúdicas e culturais de vária natureza, assumindo papel relevante na área da divulgação.
Desde Julho de 2019, colabora com a Editorial Divergência, procedendo à paginação de textos, alguns dos quais, já dados à estampa, possuem também capas de sua autoria. Colabora também com o Departamento de Comunicação.

Maria Carriço colabora como Webdesigner na Editorial Divergência. Trabalhou na imprensa como editor/jornalista, fotojornalista e ilustradora. Licenciada em estudos de Media, Comunicação e Cultura em Portugal e no Reino Unido.

Nuno Ferreira nasceu em Lisboa em Julho de 1985 e é licenciado em Gestão de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional. Apresenta eventos de carácter associativo pontualmente e foi praticante amador de kung fu, ginástica e dança desportiva, estando também ligado ao teatro amador desde tenra idade, onde acumulou funções de actor, formador e coordenador teatral. É fundador do blogue “Notícias de Zallar”, que cria conteúdo regular ligado à divulgação literária desde 2012. É o autor da fantasia adulta “Espada que Sangra”, publicado pela Editorial Divergência, onde também colabora como gestor de redes sociais, na equipa de Comunicação.

Email: nuno.ferreira@divergencia.pt Blogue: https://noticiasdezallar.wordpress.com/

Design

Andreia Batista, Mestre em Design de Comunicação e com saberes nas diferentes esferas do Design, trabalha em vários projetos como freelancer, sendo a Editorial Divergência a sua estreia no Design Editorial. Como forma de acalentar a alma, ao final do dia, quando acompanhada do seu chá, o Design deixa as suas formas e o seu espaço, dando lugar à Arte, em específico duas grandes paixões que tem desde pequena: a ilustração e o storytelling, onde produz sob o nome artístico Rubidos.

Behance: https://www.behance.net/andreiafsbatista 

Inês Pedro Borges nasceu em 1 de Junho de 1996 em Guimarães, cresceu na Figueira da Foz e licenciou-se em Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa. De momento, acabou os estudos em HND de Animação e Videojogos na ETIC e terminou o seu Estágio na Black Onyx Interactive como Ui Designer para o jogo Crackinho Beat Them Up In The World em Milão, Itália em Dezembro de 2019. Gosta de Música, Banda desenhada, Filmes e Jogos.  É uma Game Artist e Graphic Designer responsável por desenvolver o jogo Tin-heart através da ETIC e Gamenest, User interface para Elifoot 18, App Loja de Cidadão e, ultimamente, User Interface para o jogo Crackinho Beat Them Up da Black Onyx Interactive. Integra actualmente a equipa de Design da Editorial Divergência.

Tin-heart é um 2.5D sidescroller sobre a aventura de um robô que espalha vida pelo planeta poluído e já ganhou o prémio de Melhor Conceito de Jogo da ETIC Games Awards e foi um dos nomeados para Melhor Jogo Infantil da 4ª Edição da Playstation Talents 2018 de Portugal. Foi uma das vencedoras do concurso #ColossusArt onde fãs do jogo Shadow of The Colossus teriam de desenhar sobre a sua visão/interpretação do jogo e os melhores 50 fariam parte de um livro de capa dura só com ilustrações vencedoras.

Behance: https://www.behance.net/inesborgesart Artstation: https://www.artstation.com/nesborges Instagram: https://www.instagram.com/?hl=pt

Edição

Daniel Carvalho é autor, Dungeon Master (mestre de jogo de Dungeons & Dragons) e Criminólogo, com interesse claro por todos os mundos e mais alguns. Desde prosa à poesia, passando por músicas e jogos narrativos, poucos são os domínios literários que ainda não foram explorados. Colabora na Divergência no departamento de Edição.

Fonte de Histórias: https://www.patreon.com/fontedehistorias |Sociedade Deviosa: http://sociedadeviciosa.blogspot.com/ | Rubber Chicken: http://rubberchickengames.com/artigos/rubricas/hens-of-pen-and-paper/

Daniela Maciel nasceu em 1987, em Viana do Castelo, a bela cidade minhota banhada pelo rio Lima. Formada em Psicologia, considera-se uma mulher de letras. Nutre uma grande paixão por livros e pela leitura e a escrita sempre esteve presente na sua vida. Só mais recentemente se dedicou às palavras com mais afinco, encontrando-se actualmente em processo de descoberta daquilo que mais gosta de escrever. É uma das autoras que integra a antologia “O Resto é Paisagem”, publicada em 2018 pela Editorial Divergência, integrando também a equipa de Edição, como editora e revisora.
Escreve regularmente no seu blogue “Quando se abre um livro“… onde, desde há vários anos, partilha com entusiasmo as suas opiniões literárias.

Email: daniela.maciel@divergencia.pt Facebook: https://www.facebook.com/danielamaciel.autora/ Instagram: https://www.instagram.com/danielaa.maciel/

Irina Sopas nasceu em 18.09.1984, em Luanda, Angola. Tem nacionalidade luso-angolana e mora em Portugal. Também já morou no Rio de Janeiro, Brasil, onde tirou o bacharelato em Direito. É poetisa e romancista. Trabalha como leitora crítica e editora na Editorial Divergência e no Projecto Foco.

Mário de Seabra Coelho é tradutor e escritor pobre. Colabora no projecto Divergência como tradutor e editor, na equipa de Edição. Nasceu em 1990, ano em que a Alemanha se reunificou. Não têm de quê.

Pedro Martins formou-se em Linguística e em Tradução, pela Faculdade de Letras de Lisboa. É tradutor, revisor, editor, formador de Tradução e Português, e investigador nas áreas da Educação e Sociolinguística. É também autor de obras dedicadas, essencialmente, à ficção de terror.

Operações

Ana Filipa Piedade, nascida na carismática cidade de Lisboa, é licenciada em biologia e mestre em Biologia da Conservação. Versátil, criativa e autodidacta, desenvolveu ao longo dos anos uma profunda paixão pela fotografia, música, dança e desenho, usando a Natureza como principal inspiração. Faz parte da equipa de Operações da Editorial Divergência. Contribuiu na formulação da base ética das Edições Viriato, tendo igualmente criado o logótipo da editora. Coopera actualmente com a equipa da Viriato nas campanhas de marketing e divulgação, na manutenção do website e na documentação escrita e fotográfica dos eventos da editora.

Email: filipa@divergencia.pt Wild Crow: http://wildanacrow.com/

António Catarino define-se como sociólogo de formação, formador por vocação, fotógrafo por paixão e escritor por natureza. Recebeu diversas distinções nas áreas da escrita e fotografia, destacando-se o Prémio Internacional “Books & Movies – Munícipio de Alcobaça”, obtido pelo seu conto “Panteão” em 2017. Na Trebaruna exerce as funções de gestor de projectos, área em que foi acumulando experiências tanto como escritor e fotógrafo. Capitaliza assim competências reunidas desde 2010 em vários livros publicados em nome próprio e a nível colectivo, bem como a experiência de organização de exposições, workshops e outros eventos fotográficos ao longo dos últimos 15 anos.

Diana Baião nasceu em Beja, no coração da planície dourada. Dividida entre as artes e a ciência, seguiu esta última, possuindo um doutoramento em Engenharia Física Tecnológica, concedido pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. De forma autodidacta, aperfeiçoou as suas técnicas de desenho e fotografia, que pratica nos tempos livres. Desde pequena que adora ler, paixão que cultiva até hoje. Na Edições Viriato, desempenha a função de gestora de projectos.

Email: diana.baiao@edicoesviriato.pt

Madalena Nogueira dos Santos, natural da Maia, nasceu em Maio de 1987, licenciou-se na Faculdade de Direito da Universidade do Porto, obteve o diploma de Mestrado em Direito da Empresa e Negócios na Faculdade de Direito da Universidade Católica do Porto e na mesma instituição foi aprovada na Pós-Gradução em Direito Imobiliário. Cedo os livros tiveram muita importância na sua vida, e desde 2010 está a criar a coordenar a Biblioteca da Junta de Freguesia de Nogueira e Silva Escura. A par desse gosto, descobriu o fascínio pela palavra em tenra idade, o que resultou na publicação pelas Edições ASA (LeYa) dos livros “O Décimo Terceiro Poder” (2006), “A Coroa de Sangue” (2007), “As Tribos do Sul” (2009) e “Os Doze Reinos” (2010), fazendo estes romances parte de uma saga histórico-fantástica. Publicou ainda, em 2012, um conto na Antologia de Ficção Científica Fantasporto 2012, na qual participou também Afonso Cruz e António de Macedo, disponível em Portugal e no Brasil. Desde 2006, é Júri residente no Concurso Literário da Maia, e também integrou o jurado do Concurso da Federação Académica do Porto, com Richard Zimler, nas edições 2009 e 2010. Foi Autora Portuguesa do Ano – Fantasia dos My Imaginarium Awards em 2011 e, no mesmo ano, convidada especial quinzenal no programa cultural da Rádio 5. Foi autora convidada na Comic Con Portugal de 2016 e 2017. A literatura continua a ser o seu passatempo favorito, estando a desenvolver um novo romance e, enfim, na Editorial Divergência, desde o Verão de 2018, passou a colaborar no sonho literário de outros amantes dos livros, como gestora de projectos, na equipa de Operações. Mas também gosta de música e é soprano no Ensemble Vocal Pro Música, projecto este especialmente dedicado a coral sinfónico e parcerias com orquestras nacionais e coros estrangeiros.

Pedro Cipriano, nascido em Aveiro, é o fundador da Editorial Divergência e da sua chancela, Edições Viriato. Possui um doutoramento em Física de Partículas concedido pela Universidade de Hamburgo. Desde sempre se interessou pela leitura e pela escrita, sendo um leitor compulsivo, admite ter gostos eclécticos. Em 2014, auto-publicou o “Caderno Vermelho” e, em 2017, a Flybooks publicou “As Nuvens de Hamburgo” vencedor do Grande Prémio Adamastor de Literatura Fantástica em 2018. O seu conto A Aranha, publicado na antologia Steampunk Internacional e traduzido para inglês e finlandês ganhou o Prémio Adamastor de Literatura Fantástico em Conto 2018. Publicou também vários contos em diversas revistas e antologias, mantendo também um blogue dedicado aos projectos literários.

Email: pedro.cipriano@divergencia.pt Facebook: https://www.facebook.com/escritorpedrocipriano Pedro Cipriano: https://pedromrcipriano.com/ Instagram: https://www.instagram.com/pedromrcipriano/

Ricardo Dias, nascido em finais de 1987, tem certificados profissionais do IEFP em Informática e Contabilidade.
Adora animação japonesa, da qual tira maior inspiração para a história original que anseia tornar a sua primeira publicação. Juntou-se à equipa de Operações da Divergência em 2019, colaborando em operações internas da editora como o Manual de Bordo e o Livro de Estilo.

Comments are closed.